Professional cleaning machines since 1968

Visit our new website!

Professional cleaning machines since 1968

Visit our new website!

Professional cleaning machines since 1968

Visit our new website!
 

A GHIBLI ESCOLHEU CRIAR UM CÓDIGO ÉTICO

ESTE CONJUNTO DE NORMAS DE CONDUTA PÚBLICAS E PRIVADAS DEVE ORIENTAR O NOSSO PERCURSO DE CRESCIMENTO E TODAS AS RELAÇÕES QUE ESTABELECEMOS NA NOSSA VIDA PROFISSIONAL


OS NOSSOS PRINCÍPIOS ÉTICOS


1) Respeito

O respeito deve ser entendido como transparência, sinceridade e compreensão em relação às pessoas que trabalham connosco. Os momentos de crítica devem ser sempre construtivos e devem conduzir a um melhoramento: repreende-se uma ação ou um comportamento, nunca a pessoa. O elogio deve ser público, a repreensão em privado. O respeito para com as pessoas deve ser mantido para com o local de trabalho e os bens da empresa, porque são os instrumentos do nosso sucesso. Devem ser mantidos sempre em eficiência, limpos e arrumados.


2) Envolvimento

Envolver e ser envolvido significa ouvir as pessoas sem preconceitos, compreender as suas expectativas e necessidades. Nunca consideramos uma pessoa por aquilo que é, mas sobretudo por aquilo em que se pode transformar. Informar todos sobre os nossos objetivos e resultados obtidos. Comunicamos mesmo as ideias mais simples: podem transformar-se num grande sucesso. Transmitir sempre uma forte motivação às pessoas que trabalham connosco. A empresa é um bem de todos: usamos sempre "nós", nunca "eu". Devemos estar orgulhosos por fazer parte de uma grande organização.


3) Solidez e espírito de iniciativa

Valorizamos o aspeto prático, somos determinados, baseamo-nos em dados factuais, procuramos planificar o mais possível para evitar eventuais problemas e perdas de tempo. Agimos. Verificamos sempre a relação custo-benefício das ideias que temos e dos projetos que desenvolvemos. Damos ordem e continuidade ao nosso trabalho. Na nossa empresa, existe espaço apenas para pessoas dinâmicas e com espírito de iniciativa. A vitalidade e energia estão na base do bom funcionamento da nossa empresa. Nunca inventar desculpas para não realizar trabalhos. Dar o exemplo aos outros. O dinamismo é contagioso: temos de ser sempre um exemplo para os outros.


4) Responsabilidade e empenho

Consciência de que temos de responder pelas nossas ações e pelas dos outros, resolver os problemas sem descarregar o peso sobre os outros. Se a responsabilidade implicar mal-estar, significa que não se têm os conhecimentos necessários para a realizar; não é necessário sentir-se desencorajado nem recusar a responsabilidade, mas simplesmente obter os conhecimentos necessários. Com o crescimento da nossa empresa, torna-se cada vez mais necessário delegar responsabilidades e incentivar as pessoas a tomar a iniciativa. Para tal, é necessária uma grande dose de tolerância: as pessoas a que delegamos autoridade e responsabilidade, se forem pessoas válidas, executarão o trabalho à sua maneira. Deixamos as pessoas errar se quisermos que elas cresçam. O importante é não insistir no erro.


5) Humildade e vontade de aprender

Nunca dar nada por garantido ou já conhecido. Nunca ter nenhum tipo de presunção, saber reconhecer os próprios limites. É necessário aproveitar ao máximo cada experiência e colocar-se sempre à prova. Colocar à disposição dos outros os nossos conhecimentos ajuda os outros e ajuda-nos a nós próprios. Procuramos sempre obter o máximo de informações do contacto com os outros. Conservamos e cultivamos a curiosidade. Fazemos as pessoas crescer. A formação é o investimento que fazemos no recurso mais importante que temos: nós próprios.


6) Jogo de equipa

É importante sentirmos que fazemos parte de uma equipa e não somos jogadores individuais. É a equipa que ganha, não o indivíduo. Nunca esquecemos que o nosso trabalho condiciona sempre o dos nossos colegas. A equipa deve-se reunir periodicamente para resolver os problemas e estabelecer objetivos. A equipa é um grupo cujas funções estão bem definidas e em que existe um treinador/realizador que organiza. Aos olhos do cliente, é a empresa que trabalha bem ou mal, não um indivíduo em especial.


A GESTÃO PESSOAL E AS POLÍTICAS SOCIAIS E AMBIENTAIS


1) Igualdade de oportunidades e ambiente de trabalho

A nossa empresa empenha-se em preservar um ambiente de trabalho sem discriminações, incluindo perturbações, com base no sexo, orientação sexual, raça, idade, credo religioso, condições de invalidez, inscrição em sindicatos ou afiliações políticas, a segurança que os critérios utilizados na contratação, o acesso à formação e a progressão na carreira estão exclusivamente ligados ao desempenho profissional e ao mérito. A nossa empresa empenha-se em garantir ambientes de trabalho seguros e saudáveis, a ser uma empresa solidária e responsável relativamente ao ambiente e a respeitar todas as leis e regulamentações relativas ao ambiente, à segurança e à saúde. Devemos empenhar-nos em reduzir constantemente o consumo energético e hídrico, utilizar menos papel e menos combustível, reduzir o ruído em todas as suas formas, conter o mais possível a produção de resíduos e gerir os produtos contaminados da forma mais adequada.


2) Tutela do trabalho

A nossa empresa empenha-se em não contratar pessoal que trabalhe contra a sua vontade ou que não seja livre de rescindir o contrato de trabalho, a não recorrer a trabalho infantil (crianças com menos de 16 anos) e a não empregar jovens trabalhadores (adolescentes com menos de 18 anos) em situações prejudiciais ou perigosas, nem durante o horário escolar. A nossa empresa bane qualquer comportamento de violência verbal, física ou psicológica relativamente a qualquer indivíduo interno ou externo à empresa. Desta forma, escolhemos trabalhar apenas com fornecedores de serviços, trabalhos ou materiais que não vão contra estes princípios.


3) Regras comuns

A nossa empresa não apoia qualquer partido político ou sociedade desportiva e não tolera declarações ou manifestações destinadas a qualquer tomada de posição. A nossa empresa não tolera a exposição de posters e/ou calendários de cariz sexual ou obsceno. A empresa adere às normas de tutela da saúde dos trabalhadores. Não é tolerado o abuso de substâncias alcoólicas e estupefacientes.


4) Colaboradores externos

Os agentes de venda, consultores, representantes, empreiteiros independentes, trabalhadores temporários externos e fornecedores têm a obrigação de cumprir os mesmos padrões de conduta dos funcionários da nossa empresa quando realizam trabalhos com ou por nossa conta. Nenhum colaborador interno ou externo está autorizado, de modo indireto, através de agentes, a efetuar algo proibido pela política da empresa.


5) Beneficência e patrocínios

Todas as atividades de beneficência da empresa serão a favor da infância e/ou entidades para a pesquisa para o bem comum.


RELAÇÕES COM O EXTERIOR


1) Relações com os clientes

A integridade comercial é um fator chave para a manutenção e desenvolvimento das relações com os nossos clientes. É extremamente importante que façamos promessas que temos a certeza que podemos cumprir. O cliente é o centro das atenções, devemos escutar quais são as suas necessidades. É a relação pessoal que cria valor adicional para a relação comercial. Visitar os clientes regularmente é um elemento que reforça a relação e a confiança Relembramos sempre que é o cliente que nos paga o salário.


2) Relação com os fornecedores

É extremamente importante que nos empenhemos em pesquisas e visitas aprofundadas antes de contratar fornecedores, subfornecedores, colaboradores externos, artesãos ou fornecedores de serviços externos. Da sua qualidade dos produtos e processos depende em boa parte a nossa. O preço não é o único fator discriminatório e em muitos casos não é sequer o mais importante.


3) Informações

É proibida a comunicação de informações confidenciais relativamente aos planos estratégicos, preços de venda, informações financeiras, projetos dos produtos, informações relativas a negociações, acordos ou relações de negócios entre a nossa empresa e outros, informações relativas a colaboradores, software, segredos comerciais, patentes, marcas de fábrica e informações semelhantes provenientes de clientes ou fornecedores, a qualquer pessoa ou organização, direta ou indiretamente, sem autorização prévia por escrito por parte da empresa, bem como a utilização de informações de tipo confidencial para fins comerciais ou outros. A nossa empresa considera os seus recursos informáticos como um valor estratégico. A nossa política procura proteger os recursos informáticos implementando controlos de segurança para impedir a divulgação, modificação ou destruição não autorizadas de informações não acessíveis ao público, a interrupção do serviço de elaboração das informações fornecidas aos utilizadores e o roubo de recursos da nossa empresa. Todos os colaboradores da empresa devem assegurar que o uso dos recursos informáticos, incluindo a internet, correio eletrónico e outros recursos online, e a utilização de hardware e software, está de acordo com os objetivos da nossa atividade comercia. A nossa empresa compromete-se a respeitar o direito à privacidade dos clientes e colaboradores. É da responsabilidade de cada colaborador respeitar a privacidade dos clientes e dos colegas.


4) Fraude, furtos, presentes, ofertas de dinheiro e conflitos de interesses

As nossas atividades profissionais devem refletir os valores de honestidade, lealdade, fiabilidade, precisão e solidariedade para com os outros e o sentido de responsabilidade. Cada ato que implique furto, fraude, peculato ou apropriação indevida de qualquer propriedade é severamente proibido. Fazer aquilo que é correto significa também fazer escolhas comerciais com honestidade e integridade, baseando-se em fatores objetivos como custos, qualidade, valor, serviço e capacidade de cumprir os compromissos estabelecidos. Como tal, os colaboradores da nossa empresa não podem aceitar nem oferecer presentes, somas em dinheiro, atos de cortesia e de entretenimento ou favores, exceto nos casos em que estes sejam de valor nominal e adequados para as circunstâncias do negócio. Todos os colaboradores devem evitar qualquer ação ou relação que possa entrar em conflito ou estar aparentemente em conflito com os interesses da nossa empresa. Os conflitos de interesses surgem caso um colaborador utilize a sua posição para vantagem pessoal ou caso os interesses pessoais do colaborador entrem em conflito com os interesses da empresa.

Ghibli & Wirbel SpA - 27020 Dorno (Pavia) - Tel +39.0382.848811 - Fax +39.0382.84668 - Partita Iva 03976160287


Powered by TWS | 2014